Mais

    Nos EUA robôs começam a substituir advogados na defesa de réus

    Robô “advogado” vai defender seu 1º réu, em segredo, em tribunal dos EUA

    De forma inédita, um réu receberá assistência de uma Inteligência Artificial (IA), apelidada de robô “advogado”, enquanto é julgado em um tribunal nos Estados Unidos. Curioso é que a troca de informações em tempo real entre a IA e o cliente será feita em segredo, através de um celular com a captação de áudio ligada, fones de ouvido com Bluetooth e conexão com a internet. Isso porque, em algumas cidades, o tipo de auxílio é proibido.

    O robô “advogado” foi desenvolvido pela empresa norte-americana DoNotPay. Fora dos tribunais, já é adotado para automatizar pedidos de reembolso e contestações de cobranças injustas, como multas de trânsito. Tudo sem a necessidade de contratar um advogado e nem pagar pelos honorários — o que tem despertado críticas por parte dos profissionais, segundo o CEO da empresa, Joshua Browder.

    A ferramenta em testes que pode provocar um verdadeiro rebuliço na área jurídica vai na mesma direção de outras tecnologias em ascensão, como o ChatGPT, da OpenAI. Este é um modelo de IA criado para conversar com as pessoas de modo natural, através de perguntas e respostas. Se forem parecidos, há grandes chances de uma vitória por parte do novo robô.

    Quando será o primeiro julgamento a ter um robô “advogado”?

    Embora a empresa não divulgue em qual cidade o julgamento irá ocorrer e nem o nome do réu, o CEO Browder adianta que o feito histórico deve ocorrer no próximo mês. “No dia 22 de fevereiro, às 13h30, a história será feita”, afirma em suas redes sociais.

    “Pela primeira vez, um robô representará alguém em um tribunal dos Estados Unidos. A IA da DoNotPay vai sussurrar no ouvido de alguém exatamente o que dizer”, acrescenta Browder. “Divulgaremos os resultados e compartilharemos mais detalhes depois”, explica. Para finalizar, o CEO ainda pode que os usuários do Twitter desejem sorte para a empreitada.

    Caso tudo dê errado e o réu perca a ação, Browder já avisou que a empresa irá cobrir todos os custos da multa e do processo. Basicamente, a pessoa não será penalizada.

    Fonte: CBS

     

    leia também

    guest
    0 Comentários
    Inline Feedbacks
    Ver todos comentários
    0
    Faça um comentáriox